curso de formação
MASSAGEM RÍTMICA
 

 

 

 

'Conhecimento verdadeiro de si próprio só é dado ao ser humano quando ele desenvolve interesse afetuoso para com os outros; conhecimento verdadeiro do mundo, o ser humano só alcança quando ele procura compreender seu próprio ser.' Rudolf Steiner
linha3.png

Massagem Rítmica

 

Desenvolvida a partir da massagem clássica, a massagem rítmica incorpora princípios da antroposofia e traz em sua prática manipulações próprias para fins distintos. Na massagem rítmica surgem toques que se aplicam em torno de três qualidades básicas: a de sucção, do ritmo e da leveza - a partir da compreensão do ser humano em quatro aspectos - corpo físico (terra), etérico ou vital (água), anímico ou astral (gasoso) e a Individualidade ou o Eu.

 

Assim temos:

Deslizamentos superficiais como uma brisa, atuando sobre o corpo líquido;

LINHA.png

Amassamento e Malaxação como o vento erguendo ondas, oxigenando e incorporando o elemento aéreo;

oito.png
mar.png

Duplos circuitos e Lemniscatas que desenvolvem calor e o sentimento interno de unificação.

outro.png

Através desses movimentos básicos e suas diferentes qualidades, o massagista rítmico atua sobre o paciente de forma integrada e integradora. A compreensão do organismo como uma organização integrada em três partes - sistema neurossensorial, que condensa e cataboliza; sistema metabolico-motor, que dissolve e anaboliza; e, ao centro, o sistema rítmico, que harmoniza esses dois pólos - estabelece todo um método próprio de atuação curativa.

A massagem rítmica pode atender a uma grande gama de males e/ou dificuldades físicas e psicológicas  como:

    •    distúrbios ortopédicos (fraturas, afecções articulares…);
    •    distúrbios circulatórios e do coração (hipertensão, edemas, ferimentos…);
    •    distúrbios respiratórios (asma…);
    •    distúrbios digestivos (obstipação…);
    •    distúrbios neurológicos (esclerose múltipla, paralisia cerebral…);
    •    gravidez e parto;
    •    deficiências mentais;
    •    distúrbios psicológicos (estresse, depressão, traumas…);
    •    insônia;
    •    enxaqueca;
    •    deficiências imunológicas;
    •    enurese noturna;
    •    TDAH;
    •    distúrbios de desenvolvimento;
    •    lesões musculares;
As massagens ainda podem ser utilizadas com muitas outras finalidades como o controle de dores e como tratamento paliativo.
• saiba mais • 

 

 

2018

Novas Turmas